Na prática, esta decisão visa atrair usuários que detêm licenças do Windows XP e resistiram a adotar o Vista. O método facilitaria a adoção do Windows 7 e garantiria um desconto a quem possui uma licença do velho XP. Na avaliação da Microsoft, a medida seria especialmente interessante para convencer os usuários corporativos de Windows XP a abandonar o antigo sistema operacional, que a companhia deseja descartar. Dentro das empresas, a migração para o Vista ocorre de forma mais lenta que no mercado de consumo voltado para usuários finais. O Windows 7 deve ficar disponível comercialmente apenas no início de 2010 e, além de inovações em termos de funcionalidades e recursos, promete ser mais veloz que o Vista e chegar ao mercado já compatível com grande número de aplicativos e hardware, o que não aconteceu de forma adequada quando o Vista estreou, em janeiro de 2007. O upgrade direto do XP para Windows 7, no entanto, exigirá que o usuário falça um back up de todos os seus dados, pois não será possível preservá-los. A idéia da Microsoft é liberar um up grade que, na prática, instala “por cima” o novo sistema operacional, ignorando dados gravados anteriormente no XP.
Tags:
veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link