Na tentativa de derrubar as forças de seu principal concorrente, o Google, a Microsoft resolveu lançar um website chamado Scroogled, onde prova “por A + B” que o serviço de e-mail Gmail do Google invade a privacidade de seus usuários.

Os usuários do antigo Hotmail estão sendo convidados a trocarem o domínio para Outlook.com. A Microsoft resolveu então apostar todas as suas fichas no novo serviço, porém tem o Gmail como um de seus principais rivais, visto que é um dos serviços de Webmail que mais possui usuários ativos no mundo.

“O Outlook.com é diferente,” diz a Microsoft no novo site, “não invadimos seu e-mail para exibirmos propagandas.” De acordo com a Microsoft, 70% das pessoas que usam o Gmail não sabem que o serviço escaneia o texto contido nos e-mails para exibir propagandas em cima, nas laterais e embaixo do corpo do e-mail. A empresa ainda completa dizendo que de acordo com uma recente pesquisa (feita por ela mesmo), 88% dos usuários do Gmail desaprovam esta prática.

Entre as alegações da Microsoft está o fato do serviço Gmail não oferecer uma opção “opt-out” (cancelamento), de propagandas personalizadas baseadas no conteúdo dos e-mails, algo que não é totalmente verdade, já que a empresa oferece ao usuário esta opção nas Preferências de Anúncios. Vale lembrar que esta opção não elimina os blocos de propaganda, apenas remove a personalização delas baseada no conteúdo dos e-mails.

A atitude da Microsoft coloca em debate uma antiga questão: a privacidade das pessoas na internet e o método “invasivo” adotado pelo Google para exibir publicidade. Muitos até preferem propagandas desta forma, mas muitos não. Por enquanto ainda fico com o Gmail. Caso você também prefira o Gmail mas não mais ver blocos de propagandas na lateral, experimente os métodos sugeridos pelo site LifeHacker.com (em inglês).

[Telegraph]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!