Robô criado para salvar vidas parece mais um assassino sem piedade. (com vídeo)

Robô criado para salvar vidas parece mais um assassino sem piedade. (com vídeo)

Parece que os seres humanos querem mesmo que os robôs assumam o controle, pois existem robôs que são criados para os mais variados objetivos que vão desde encarar o papel de melhor amigo do homem, jogar sinuca, serem construtores, fazerem faxina em casa, operarem em rodovias e até servirem como garotas de programa (essa é boa). Este que vamos conhecer hoje foi programado para matar salvar vidas em campos de batalha. O problema é que ao assistirmos um vídeo do robô em ação não é essa a impressão que temos.


Seu nome é BEAR, abreviação de “Battlefield Extraction-Assist Robot” ou em bom português “Robô de Assistência e Extração em Campos de Batalhas”. O problema é que só de olharmos pra ele vindo em nossa direção já teríamos motivos de sobra para sairmos correndo mesmo se estivermos com as pernas amputadas. Que salva-vidas que nada! No vídeo podemos perceber sua capacidade de quebrar portas, esmurrar objetos e passar por cima de qualquer coisa que estiver à frente. Já pensou se ele cai em mãos erradas? Será o nosso fim. =\

[Via technabob]

Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
AUTOR

3 respostas

  1. hahahahahah XD
    Na hora em que ele arrastou o boneco, deu medo. XD rsrsrs O vídeo parece trailer de um filme de um robô psicopata. XD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também:

  • AUTOR

    3 respostas

    1. hahahahahah XD
      Na hora em que ele arrastou o boneco, deu medo. XD rsrsrs O vídeo parece trailer de um filme de um robô psicopata. XD

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também: