CLOSE

Melhor emprego do mundo? NASA pagará US$ 17 mil por mês para voluntários ficarem deitados na cama

programa-espacial-nasa-deitado-cama_1
Por 70 dias os voluntários poderão fazer qualquer coisa, menos se levantar da cama. Foto: ALAMY

A agência espacial americana (NASA) já é conhecida por oferecer empregos incomuns ao longo dos anos, mas o último emprego que anunciaram estarem recrutando pode ser o mais incomum, porém “desejado” de todos. Trata-se de voluntários para um estudo científico onde os candidatos não serão obrigados a fazer nada, deverão apenas ficar deitados na cama o dia todo.

Por 70 dias os voluntários poderão passar o tempo lendo, assistindo televisão, estudando ou até mesmo trabalhando normalmente (se a profissão que tiverem permitir), e acredite, serão generosamente pagos para esta tarefa. O único empecilho que encontrarão é que eles não poderão em hipótese alguma se levantar – seja lá o que aconteça – durante toda a duração (dez semanas) do estudo científico.

As condições cujas quais os participantes se submeterão são feitas para recriar as condições que os astronautas encontram em voos espaciais de longa duração. O estudo ajudará os cientistas a compreenderem como períodos prolongados de ausência de peso afetam o corpo humano. A cama de cada um dos participantes será inclinada a um ângulo de seis graus, com a cabeça mais baixa que os pés. A ideia é causar propositalmente um “estresse cardiovascular” semelhante ao que os astronautas se submetem no espaço.

Deitados por um período tão longo assim, os voluntários perderão massa muscular e densidade óssea, outra grande preocupação de saúde para os astronautas que passam semanas ou meses, em condições de gravidade zero. Após o longo período de repouso, os participantes participarão de outro teste, irão realizar uma série de exercícios físicos, que inclui agachamento e caminhadas – tudo na horizontal – para simular o desembarque de astronautas em outro planeta e descobrir se serão capazes de transportar os equipamentos que transportarão lá.

O cientista sênior da NASA Dr. Roni Cromwell, disse à revista Forbes: “O estudo deve ser encarado como uma forma de ajuda, para descobrirmos o que pode eventualmente atrapalhar os astronautas a manterem uma boa saúde enquanto estiverem espaço.”

Voluntários “preguiçosos”, no entanto, não serão aceitos no programa. Um dos pré-requisitos necessários para que o voluntário participe do programa é que seja um pessoa “muito saudável,” e antes de serem escolhidos terão que provar isso através de testes físicos rigorosos, bem como exames psicológicos. O objetivo desta exigência é garantir que eles tenham a mesma aptidão e qualidades mentais que astronautas têm.

Outra exigência é que a pessoa resida nos EUA. Acha que se enquadra no perfil? Candidate-se neste link!

[Telegraph]

Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
AUTOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também:

  • AUTOR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também: