CLOSE

15 Fatos perturbadores sobre a vida, saúde e ciência que vão te deixar de cabelo em pé

Existem alguns fatos científicos (ou não) que são tão “difíceis de engolir,” que geralmente não são divulgados. Esta lista provavelmente irá mudar sua maneira de agir, comer, dormir e ir ao banheiro, e vai até mesmo fazer você pensar duas vezes antes de decidir jogar na Mega Sena. São 15 fatos extremamente perturbadores, que você vai desejar não ter descoberto que são reais, mas são. Confira!


1. Existem algumas borboletas que se alimentam de sangue
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_1
Imagem: Wikimedia

2. Os romanos usavam cérebro de ratos esmagados como pasta de dente
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_2
Imagem: kinkong.ru

3. Quando os bebês de esquimós ficam resfriados, suas mães têm o costume de chupar o catarro deles para fora de seus narizes
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_3
Imagem: Wikimedia

4. Seu celular, os cardápios de restaurantes e caixas eletrônicos tem mais bactérias que o vaso sanitário da sua casa


fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_4
Imagem: 1dental.com


5. Um estudo realizado pela Universidade do Arizona, EUA, indicou que 20% das canecas vindas da China possuem resíduos fecais em sua constituição
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_5
Imagem: lifestyle.ca.msn.com

6. E um outro estudo, realizado pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, Inglaterra, indicou que 16% dos telefones celulares possuem fezes em seus orifícios
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_6
Imagem: Wikimedia

7. Dependendo do tipo do papel higiênico, os resíduos fecais podem atravessar até 10 camadas de papel
fatos-perturbadores-vida-saude-ciencia_7
Imagem: Wikimedia
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
AUTOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também:

  • AUTOR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também: