CLOSE

Já ouviu falar no Globo Play? Os serviços de streaming dominaram o consumo de mídia dos internautas nos últimos anos. O fenômeno que foi desencadeado pela gigante Netflix mostrou que o público possui grande apreço por assinaturas mensais que desbloqueiam uma grande variedade de programas para assistir em qualquer dispositivo, a qualquer hora.

Com o aparecimento de vários concorrentes como o Amazon Prime, HBO Go, Hulu e mais recentemente o Disney Plus, o mercado está gradualmente migrando dos pacotes de televisão por assinatura para as plataformas de streaming digital.

As produtoras de conteúdo nacionais não ficaram para trás nessa história, a Rede Globo, detentora de diversos canais e estúdios nacionais, há algum tempo já disponibiliza seu próprio serviço, o Globo Play, que permite que os usuários assistam diversos programas dos canais do grupo Globo. Mas e quanto à TV ao vivo? Bom, com uma nova atualização do serviço, agora é possível assinar uma modalidade que disponibiliza o sinal ao vivo dos canais Globo, Globo News, Gloob, Multishow e mais, sem a necessidade de conectar-se usando um login de operadora.

O serviço está disponível para todos os brasileiros que assinarem o serviço, mas para aqueles que gostariam de assistir aos canais em outros países, seja temporariamente em uma viagem ou por terem imigrado do país, precisarão aprender a como usar uma VPN para desbloquear o acesso à transmissão em qualquer lugar do mundo, uma vez que o aplicativo normalmente limita o acesso para quem está fora do país.

Tipos de assinatura

O serviço Globo Play possui modalidades diferentes, com valores mensais distintos, para que cada usuário possa escolher a combinação de recursos desejada, sendo elas:

  • Assinatura grátis: Acesso à Globo e Futura ao vivo, fragmentos de telenovelas, e programas de variedade e jornalismo.
  • Assinatura básica: Todos os recursos anteriores, juntamente a episódios completos de novelas e recursos premium.
  • Assinatura Premium: Todos os recursos anteriores, juntamente ao Multishow, GloboNews, GNT, Viva, SporTV, Off, Gloob, Globinho, Globosat e Bis ao vivo, e conteúdo da Universal, SYFY e Megapix.

Além disso, para fãs do esporte e filmes, o serviço oferece pacotes separados com desbloqueio dos canais de pay-per-view Combate, Premiere e Telecine, com preços que variam bastante dependendo do canal escolhido.

VEJA TAMBÉM:  Chega de confusão! Netflix anuncia múltiplos perfis para a mesma conta de usuário

Sucesso da plataforma e repaginação do aplicativo

Erick Bretas, responsável da Globo pelos serviços digitais, demonstrou o crescimento da popularidade do serviço que aumentou em  224% de 2019 para 2020. Ainda, os dados mostram que mais da metade dos usuários são assinantes pagantes do serviço, ou seja, a estratégia da Globo Play tem funcionado em território nacional.

Para facilitar ainda mais o acesso, o aplicativo contou com uma reformulação na interface que deve facilitar a navegação em smartphones e smart TVs. No entanto, muitos usuários relataram falhas especialmente em televisões mais antigas. De acordo com a equipe técnica por trás do app, atualizações futuras irão ajudar com os erros, mas o problema só será solucionado com televisores smart TVs mais modernos, com chips dedicados exclusivamente ao Globo Play, como é o caso das televisões mais novas da Samsung vendidas em território nacional, ou TVs da TLC que possuem até mesmo botão da Globo Play no controle remoto.

Para quem não possui uma smart TV, é possível usar uma setup box ou Chromecast para converter sua TV normal em smart usando o HDMI e uma conexão à internet.

Conclusão e comparativo

O serviço da Globo Play ressalta como a tendência de migrar para o conteúdo sob demanda digital está dominando até mesmo as maiores redes de televisão tradicional do mercado. Em um universo de redes de streaming, o usuário pode escolher aquelas cujo conteúdo parece mais atrativo, o fator custo benefício é cada vez mais relevante para o mercado brasileiro.

Atualmente, temos os seguintes competidores atuando no país:

  • Netflix
  • Amazon Prime
  • Apple TV+
  • Crunchyroll
  • HBO Go
  • YouTube Premium
  • PlayKids

Além desses, a plataforma Disney Plus já anunciou sua chegada ainda esse ano em território nacional, momento no qual seu conteúdo sairá da Amazon Prime e se tornará exclusivo no novo serviço.

Assim, esperamos que esse novo avanço da Rede Globo e a chegada de maiores concorrentes faça com que o Brasil tenha um ecossistema competitivo e com preços ideais para os consumidores no espaço da tecnologia do streaming digital.

Tags: