Japoneses inventam Robô de guerra com cockpit pilotado por Humanos (vídeo)

Quem aí lembra daqueles robôs de guerra pilotados por humanos que aparecem no filme Matrix Revolutions? Eles apareceram também no filme Avatar e em diversos animes. Nos filmes os exoesqueletos eram controlados por humanos que entravam neles e os usavam como uma máquina de guerra com poder super destrutivo. Se você achava que aquilo era pura ficção científica, espere até conhecer o Kuratas, este robô aí da imagem acima. O robô foi criado por uma empresa japonesa chamada Suidobashi.

O monstro de metal foi apresentado na última feira japonesa Wonder Festival 2012. Assim como nos filmes, o Kuratas possui um cockpit e todo o controle é feito pelo humano que estiver dentro dele. Ele pesa cerca de 4 toneladas, tem quase 4 metros de altura e é equipado com suas metralhadoras estilo “gatling” que disparam cerca de 6 mil projéteis por minuto.

Japoneses inventam Robô de guerra com cockpit pilotado por Humanos (vídeo)

Dentro da cabine um display enorme é projetado no vidro da frente, similar aos de caças de guerra. O próprio Kuratas se encarrega de encontrar o alvo, mas o controle dos braços deles com as armas pode ser feito por você através de manches ou de controles que podem ser empunhados. É possível ainda controlá-lo utilizando um iPhone quando estamos fora dele, como um controle remoto. O curioso é o método que eles escolheram para disparar as metralhadoras, pra isso o piloto precisa sorrir, isso mesmo, o robô identifica se o piloto está sorrindo e começa a disparar. O único problema é se o sujeito tiver um ataque de riso durante sua missão, provavelmente vai exterminar todos que estiverem na frente dele.

VEJA TAMBÉM:  Kit de canetas inspiradas em armaduras e armas medievais

Gostou dele? O Kuratas está à venda, mas pra ter um no seu quintal terá que desembolsar mais de US$ 1,3 milhões de dólares. Já estou fazendo economias, só vou precisar de um cofrinho maior! Assista a seguir ao vídeo de apresentação do robô.

[Via]


Publicidade


veja também:
comentários