Tartaruga amputada de 90 anos de idade recebe ‘cadeira de rodas’ e agora anda 2x mais rápido!

sra-t-tartaruga-com-rodas_1

Esta é a história de uma tartaruga idosa chamada Sra T, que teve suas patas frontais comidas por ratos enquanto hibernava. Jude Ryder, o proprietário dela, mora em Pembrook, no País de Gales.

Mesmo depois de ter gasto cerca de £ 1000 com tratamentos veterinários, ele temia que a Sra. T jamais fosse andar novamente, então resolveu colocar em prática seu “plano B”. Jude pediu ajuda ao seu filho, Dale Ryder (37) que é engenheiro mecânico, para salvar a tartaruga. Juntos encontraram uma solução criativa para a debilitada tartaruga. O que fizeram? Veja a seguir:

sra-t-tartaruga-com-rodas_3
sra-t-tartaruga-com-rodas_2


Publicidade


Jude e Dale adaptaram rodas de um avião de controle remoto diretamente no casco da tartaruga, é como se ela tivesse ganhado uma espécie de cadeira de rodas. A correção não só funcionou bem como também fez com que a Sra. T andasse 2 vezes mais rápido do que ela andava. Que tremendo upgrade!

“Foi como se a equipássemos com um turbo – agora ela anda com o dobro da velocidade que ela costumava andar”, disse Jude. “A Sra. T ainda é jovem por se tratar de uma tartaruga. Teoricamente ela pode viver por mais 50 anos – então descobrimos que tudo o que ela precisava era de um par de rodas”. Assista ao vídeo neste link.

Ataques de ratos a tartarugas não são incomuns. A mais velha tartaruga da Inglaterra, por exemplo, tinha 130 anos de idade quando morreu de uma mordida do rato em 2013. Vai tartaruguinha… vaaaaai!!!

sra-t-tartaruga-com-rodas_4

[Telegraph / Bored Panda]


Publicidade


Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
AUTOR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também:

  • AUTOR

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • • veja também: