CLOSE
5. Displays holográficos

smartphones-daqui-50-anos_5

Nem todo o conteúdo poderá ser exibido através do implante em nosso globo ocular. Nossas mãos poderão ter a capacidade de projetar dados e mídia digital em forma de hologramas, por exemplo. Este recurso tornaria muito fácil a vida dos que farão apresentações de gráficos ou desenhos técnicos em reuniões de negócios no futuro. Hologramas poderão também fazer nossos netos rirem sobre histórias e personagens que você criará e contará pra eles. Alguns filmes já ficam bem legais quando são exibidos em 3D, imagine vê-los em hologramas!


6. Envio de mensagens em forma de pensamentos

smartphones-daqui-50-anos_6

Quando precisar avisar que irá se atrasar, em vez de enviar mensagens de texto SMS ou mesmo pelo WhatsApp para seus amigos, pense nas possibilidades dos implantes cerebrais conectados a uma rede. Você poderá simplesmente enviar-lhes um “pensamento”. Em 2064, as mensagens de texto poderão consistir em “troca de pensamentos entre usuários”. Assim tudo poderá ser feito discretamente, sem atrapalhar outras pessoas que estiverem ao redor. O único lado ruim é que isso talvez não impeça que você receba SPAMS ou mensagens de sua ex. Já pensou? ¬¬


7. Anúncios aparecendo por toda a parte

smartphones-daqui-50-anos_7

Tal como aconteceu com todos os esforços de publicidade ao longo da história, os usuários acabarão sujeitos a elas, mesmo que talvez seja contra sua vontade. Como disse no início deste artigo, displays em miniatura poderão ser implantados dentro de nossos olhos. Isso tem um lado bom, mas tem seu lado ruim também. Aqueles que puderem pagar pela cirurgia tudo bem, mas com certeza empresas como a Google ou o Facebook, por exemplo, irão oferecer cirurgias gratuitas para aqueles que aceitarem receber publicidade quando estas estiverem disponíveis. Talvez, ver um anúncio pop-up em realidade aumentada na frente de seus olhos quando estiver passando em frente a uma loja, ou olhando para uma caixa de leite em sua geladeira, seja algo comum. Regulamentos de instituições como o Governo ou o Departamento de Saúde poderão, eventualmente, impor regras a estas empresas, quando elas inevitavelmente começarem a criar propagandas que coloquem em risco a saúde ou a própria vida do usuário ou quando estiverem tentando influenciar de forma errada pensamentos sobre seus produtos de consumo. Ao percorrer por uma Avenida Paulista, por exemplo, não se surpreenda se estiver enxergando uma imagem parecida com esta aí de cima.


8. Hackers invadindo nossa mente

smartphones-daqui-50-anos_8

Se aceitarmos implantes cerebrais, eles com certeza poderão ter brechas. Isso é perturbador, mas sim, estaremos sujeitos a invasão de hackers tentando roubar nossos dados pessoais. Em 2064, hackers e vírus poderão tentar roubar pensamentos e memórias através destas brechas. Senhas de banco é bobagem. Imagine só, celebridades poderão constantemente ter sua privacidade invadida por “hackers paparazzis” (essa é boa!) que tentarão invadir seu globo ocular por câmeras implantadas para tirar selfies deles quando estiverem nus em frente ao espelho. Pode parecer cômico, mas temos pode ser que aconteça! Poderão também invadir a cabeça de engenheiros da Apple para descobrir como será o próximo console de videogame da empresa (sim, até lá a Apple com certeza terá aderido ao mercado de games). Saiba então que, assim como existirão estes hackers, existirão antivírus. Então não se assuste se estiver andando pelas ruas e, repentinamente, escutar através do implante sonoro a garota do Avast dizendo: “Suas definições de vírus foram atualizadas”.


9. 100% de Conectividade com outros dispositivos eletrônicos

smartphones-daqui-50-anos_9

Estamos em 2014 e atualmente nossa tecnologia já é bem avançada, mas não são todos que conseguem conectar seus smartphones com sua casa. Fala sério, isso já era para ser acessível faz tempo! Eu não consigo, por exemplo, nem abrir o portão eletrônico de minha casa e nem escolher qual programa assistir na TV através do meu iPhone. A TV a cabo é uma vergonha, imagine então a TV aberta! Você é obrigado a aceitar a programação que eles impõem. Se quiser assistir determinado filme, terá que mudar seus compromissos para estar ali presente na hora que ele começar. Então veio a Netflix e tudo mudou, mas ainda não consigo conectar meu iPhone com o meu console de videogame, não consigo alterar o que estou vendo por ele. Em 2064, seus netos tirarão sarro de você por causa disso.

Você (ou seu smartphone) será capaz de conversar com todos os outros aparelhos eletrônicos da sua casa – desde sua TV, até sua geladeira ou seu carro. Os compromissos em seu calendário, lista de supermercado e lista de tarefas do dia serão automaticamente sincronizados e emitirão alertas quando necessário. Caso esteja sem molho de pimenta na geladeira, ou caso seu filtro de água precise de um novo filtro, ou sua casa tenha algum vazamento e precise de uma limpeza no banheiro do quarto das crianças, ou se seu carro esteja com o pneu traseiro muxo, você (ou seu aparelho) saberá instantaneamente.


10. Aparelhos 100% recicláveis

smartphones-daqui-50-anos_10

Se é que ainda serão necessários smartphones físicos, se existirem, os aparelhos mais ultrapassados certamente serão reciclados até a última parte de seus componentes eletrônicos. Devido à diminuição dos recursos naturais, (como metais e supercondutores, por exemplo) sanções internacionais influenciarão na concepção da reciclagem, e a composição dos futuros aparelhos serão mais verde do que nunca. Quem sabe, devido a esta apetite insaciável da raça humana por novas tecnologias, isso talvez induza empresas como a Apple a começar a procurar recursos em outros planetas.


Publicidade


Páginas: 1 2

veja também: