Pesquisadores descobriram através de um estudo recente que a tecnologia Wi-fi presente em aparelhos eletrônicos como Notebooks ou Laptops podem reduzir a qualidade de esperma e, por sua vez, reduzir as chances de homens se tornarem pais. De acordo com eles, isto acontece quando tais aparelhos eletrônicos são usados no colo, próximo aos órgãos reprodutores masculinos.

A pesquisa baseia-se na análise entre espermatozoides de homens que possuem tal hábito e homens que não. Os cientistas descobriram que amostras de espermatozoides sujeitas a um laptop com tecnologia sem fio sofreram mais danos do que as amostras mantidas à mesma temperatura, porém longe de um sinal de wi-fi.

Os testes foram descobertos em laboratório por um grupo de cientistas Norte-americanos e Argentinos. Os resultados indicaram que espermatozoides expostos a tal tecnologia eram menos capazes de nadar e que sofreram mudanças irreversíveis em seu código genético.

A descoberta foi publicada por eles no exemplar deste mês do ‘Fertility and Sterility journal’. De acordo com o artigo, tais mudanças foram causadas pela radiação eletromagnética presente na comunicação wireless. O artigo revela no entanto que não é necessário que homens se desesperem, já que a pesquisa foi realizada em laboratório, em um ambiente artificial.

Para provar que o culpado pelos danos não é a temperatura, foram realizados também testes em espermatozoides longe dos Notebooks com tecnologia wi-fi porém expostos à mesma temperatura. Espermatozoides nestas condições mostraram uma pequena queda na mobilidade e danos quase que imperceptíveis no DNA. Da mesma forma, os sêmens colocadados próximos à computadores sem o wi-fi também não obtiveram níveis significativos de dano.

“Nossos dados sugerem que o uso de um computador portátil sem fio conectado à internet posicionado perto os órgãos reprodutores masculinos pode diminuir a qualidade do esperma humano”, disse o Dr. Conrado Avendano, que liderou o estudo. “No momento nós não sabemos se esse efeito é induzido por todos os computadores portáteis conectados à internet via Wi-Fi ou qual comportamento aumenta este efeito”, ressalta.

No último estudo, os pesquisadores coletaram amostras de espermatozoides de 29 homens saudáveis, com idades entre 26 e 45 anos. As amostras dos doadores foram separadas em dois recipientes: uma parte colocada em cima de um laptop com wi-fi e outra longe do computador. Os cientistas então usaram o laptop para fazer download de informações da internet durante quatro horas. Os resultados indicaram que 25% do esperma sob o laptop pararam de se mover e 9% apresentaram danos no DNA. Portanto, se está pensando em encomendar um herdeiro em breve é sugiro que mude certos hábitos. Melhor prevenir, certo?

[The Telegraph]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link