lampada-led-lifi-li-fi-wifi_1

Batizada de “Li-Fi,” os sinais gerados e emitidos por ela são dispersos através da frequência de sua luz, e não através de ondas de rádio como os demais. De acordo com o site Gizmodo, até quatro dispositivos podem ser conectados próximo à lâmpada ao mesmo tempo. Os criadores da Li-Fi integram um grupo de cientistas da Universidade de Fudan, de Xangai.

Até então apenas um protótipo foi criado, mas já foi testado e funciona muito bem! A lâmpada é de LED e possui dentro de si um microchip responsável por gerar o sinal, com frequência de 150 megabites por segundo, índice considerado acima da média em relação aos aparelhos vendidos no país.

Os cientistas irão apresentar 10 amostras da lâmpada e seus respectivos kits de instalação na próxima Feira Internacional da Indústria que acontecerá em Xangai no próximo mês. Após term analisado, ‘experts’ afirmam que este método é talvez o mais rápido, econômico e eficiente de se conectar à internet em lares chineses, já que a cada dia que passa mais e mais lares estão abandonando as lâmpadas eletrônicas convencionais e adotando as lâmpadas de LEDs.

A Li-Fi consome apenas 5% da energia que os outros aparelhos Wifi convencionais consomem. O único “probleminha” dela é que os aparelhos conectados à ela só permanecem conectados à internet enquanto estão expostos à sua luz. Algo incômodo e que talvez faria com que todos fiquem com as lâmpadas acesas mesmo durante o dia, mas isso não é tão ruim visto que as lâmpadas de chegam a ser até 85% mais econômicas do que as eletrônicas que temos em casa. O consumo portanto talvez não seja o problema principal dela, mas sim talvez as quedas caso precisemos nos deslocar de um um cômodo a outro andando pela casa. A solução, acredito eu, é mais indicada para desktops ou notebooks, ou aparelhos estáticos como videogames, Smart TVs etc.

lampada-led-lifi-li-fi-wifi_2

[DailyMail]

Tags:
veja também:
  • Sem items.
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!