Tecnologia que hoje é usada por radares em aeroportos poderá ser usada por smartphones em aviões no futuro

Aeroportos da Europa já estão testando um novo espectro de sinal que deverá substituir o atual utilizado pelos radares. Hoje em dia cada aeroporto possui um radar, porém este sistema vem enfrentando constantes interferências causadas pelas próprias aeronaves. O novo espectro que estão testando é basicamente o mesmo de sinais de televisão da Europa. Se isto definitivamente for estabelecido por lá, o espectro atualmente usado pelos radares estará livre, podendo ser usado pela telefonia móvel, será o “5G” dos smartphones do futuro e enfim a proibição do uso de smartphones em aviões poderá estar com seus dias contados.

Com um crescimento de mais de 80% no ano passado, os smartphones ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro e já representam mais de um quarto das vendas de aparelhos móveis no Brasil. Donos de smartphones sempre souberam que: ter um smartphone e não poder conectá-lo à internet é como ter um computador em casa, porém sem internet. Caso a tecnologia também seja implementada aqui no Brasil também, a venda de smartphones em São Paulo, Rio Grande do Sul e em todos os outros estados brasileiros que possuam aeroportos poderá ser ainda mais alavancada, e enfim poderemos sem culpa navegar pela internet enquanto estivermos em viagens nacionais ou internacionais.

Uma empresa chamada Thales, responsável pelo espaço aéreo de aeroportos da Inglaterra, recebeu investimentos na ordem de 11,6 milhões de libras (quase R$ 40 milhões) do governo e um prazo de dois anos para cuidar dos testes e preparação da nova tecnologia. A partir da implantação, o espectro atualmente utilizado por eles estará disponível para empresas de telecomunicações. De acordo com o jornal britânico Telegraph, o sistema 5G já deverá estar funcionando em diversos aeroportos de alguns países da Europa por volta de 2020. Enquanto isso no Brasil, o 4G ainda nem chegou.

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!