12 Jornalistas que se machucaram de verdade ao vivo na TV

Por: - 19/03/16 às 12:06 am
1.951 visualizações
-ListasVídeos

reporteres-se-machucaram-ao-vivo

A carreira de jornalista envolve muitas vezes cobrir eventos em países devastados pela guerra, manifestações públicas, áreas que foram tomadas por desastres entre outros lugares perigosos e inseguros, portanto, o risco de repórteres sofrerem alguma lesão é altíssimo, e este fator é algo com que eles têm que aprender a conviver, mas há também situações em que alguma lesão acontece devido a falhas deles mesmos.

O problema é que muitas vezes alguns incidentes acontecem enquanto eles estão ao vivo em frente da câmera. Nós reunimos em uma lista 12 vídeos de situações assim, em que repórteres acabaram se machucando enquanto faziam o seu trabalho ao vivo. Foram apenas machucados, não se preocupe pois todos eles estão muito bem hoje! Assista a seguir:


1. Repórter: Stephanie Soviar. Incidente: Queda com quadriciclo

Ao cobrir um evento indoor de quadriciclos, a repórter Stephanie Soviar do jornal Eyewitness do Canal 13 americano resolveu não só apresentar como também mostrar como se dirigia um dos veículos. O problema é que ela não sabia dirigir o veículo, talvez tenha pensado que dirigir um quadriciclo é o mesmo que dirigir um carro. A repórter acelerou mas não encontrou o freio a tempo e acabou tomando um baita chão ao vivo. Depois dos 1:12 do vídeo ela aparece novamente, alegre e sem perder a pose.


2. Repórter: Eitam Lachover. Incidente: Esfaqueamento

O repórter israelita Eitam Lachover cobria um lançamento de uma nova tecnologia em coletes à prova de esfaqueamento, mas o responsável por preparar o colete acabou colocando a placa de proteção no lugar errado. O repórter vestiu o colete sem saber e se submeteu ao teste prático. Uma das facadas acabou atingindo a área onde não estava protegida e ele acabou sendo esfaqueado ao vivo. Ele levou alguns pontos e recebeu alta em seguida. Até que ele aguentou bem!


3. Repórter: M.A. Rosko. Incidente: Queda na pista de gelo

Em novembro de 2013, a repórter M. A. Rosko do jornal Fox 9 foi cobrir a abertura de uma pista de gelo ao ar livre em Minneapolis, nos EUA. Ela até que tentou mostrar um pouco de suas habilidades patinando no gelo durante a entrevista, mas acabou levando um tombão ao vivo caindo com o rosto no chão. Como uma verdadeira profissional, Rosko se levantou e terminou o sua reportagem, com o rosto (e o ego) machucado.


4. Repórter: David Medrano Mora. Incidente: Atropelamento

Em setembro de 2015, o repórter mexicano da Fox Sports David Medrano Mora trabalhava no estacionamento do Aeroporto Internacional de Guadalajara cobrindo os eventos relacionados a um jogo de futebol que iria acontecer mais tarde naquele dia. Durante a gravação ao vivo um veículo se aproximou e o atropelou sem que ele tivesse tempo de se desviar. A âncora do jornal continuou, só que sem o repórter na cena. Felizmente, Mora não foi seriamente ferido.


5. Repórter: Mike Amor. Incidente: Atingido por Skate

Skateboarding pode ser perigoso, mas esse perigo geralmente só se aplica aos skatistas. O repórter Mike Amor do Channel Seven News da Austrália, porém, aprendeu que o esporte pode ser perigoso também para os espectadores. Em novembro de 2014, Amor estava cobrindo ao vivo um evento em uma pista de skate em Los Angeles, quando um skatista perdeu o controle de seu skate e o mesmo foi arremessado em direção à sua cabeça. Amor está bem hoje e depois do acontecimento até tweetou: “Minha vida profissional agora está completa: apareci na CNN, NBC Today Show, Inside Edition, TMZ e até mesmo no blog da Perez Hilton. Ugh!”


6. Repórter: Rob Leth. Incidente: Atingido por uma criança em um tobogã

Em 2008, o meteorologista canadense Rob Leth cobria um segmento em uma colina em Toronto, Ontário, Canadá, onde algumas crianças brincavam de tobogã. Durante a descida o repórter imaginou que as crianças se desviariam dele, mas não foi isso que aconteceu e uma das crianças acabou se chocando contra as pernas de Leth enquanto ele fazia a cobertura. A pancada foi tão forte que ele chegou a dar um mortal antes de cair no cão. Leth, é claro, é um profissional e provou isso se levantando para terminar a reportagem com muitas dores.



7. Repórter: Sara Sidner. Incidente: Atingida por pedra na cabeça

Em 9 de Agosto de 2014, a repórter da CNN Sara Sidner cobria os eventos relacionados à manifestações na cidade de Ferguson, em Missouri, EUA, devido ao assassinato de Michael Brown, um homem negro que estava desarmado, por Darren Wilson, um policial branco.

A repórter estava próxima a um prédio em chamas ao entrar ao vivo para falar com Jake Tapper, que estava no estúdio, quando alguém atirou nela uma pedra atingindo-a na cabeça. Sidner acabou caindo em seguida, mas se recuperou, pediu desculpas e disse que já tinha sido atingida por coisas piores.


8. Repórter: Alex Bernhardt. Incidente: Atacada por inseto

As formigas myrmecia, também conhecidas como formigas-touro, são encontrados principalmente na Austrália e são famosas por seu tamanho e sua picada dolorida. A repórter Alex Bernhardt do Channel Nine News descobriu isso ao vivo enquanto trabalhava. Ela foi atacada por uma das formigas, forçando-a a se desculpar antes de sair de cena no meio da reportagem.

O curioso é que esta não é a primeira vez que Bernhardt é atacada. Ela também foi atacada por uma mulher, que encostou seu cigarro aceso no rosto da repórter em junho de 2015, mas ela superou esta também e ainda é repórter até hoje.


9. Repórter: Anthea Turner. Incidente: Queimaduras em evento pirotécnico

Em 1988, a repórter Anthea Turner cobria notícias infantis da BBC. Ela ficou sentada na parte de trás de uma carroça, entre duas peças de pirotecnia. A ideia era sair dali para que logo depois o motoqueiro voasse por trás dela no meio das chamas. Infelizmente, houve um mal entendido e o motociclista acabou sendo sinalizado antes da hora, logo que a repórter começou a falar.

O piloto surgiu no meio da reportagem e Turner acabou se “explodindo no meio do show de pirotecnia.” Ela se recuperou e até mesmo comentou sobre o acontecimento no vídeo a seguir:


10. Repórter: Hanna Mahameed. Incidente: Atingida por fragmentos de uma granada

Países em guerra são os lugares mais perigosos para os jornalistas trabalharem, como é o caso de Israel, por exemplo. Uma repórter árabe chamada Hanna Mahameed que cobria um protesto para a TV libanesa em outubro de 2015, foi atingida diretamente no rosto com fragmentos de uma granada lançada pela polícia israelense ao vivo enquanto realizava a cobertura da manifestação.

No vídeo, você pode ouvir os gritos desesperadores dela bem como pessoas correndo para ajudá-la. Surpreendentemente, ela teve apenas pequenas queimaduras em seu rosto e voltou ao ar apenas algumas horas mais tarde, com o rosto coberto de ataduras.


11. Repórter: Jane Boal. Incidente: Atropelamento

Em setembro de 1999, Jane Boal, um jornalista freelance, estava fazendo uma cobertura ao vivo em uma escola em Chicago para o noticiário do meio-dia da WGN. Enquanto estava ao vivo, Boal pediu desculpas pelo som de um carro nas proximidades, mas o que ela não sabia é que o carro estava vindo em sua direção. O veículo se chocou com ela a uma velocidade de cerca de 50 quilômetros por hora na frente da câmera. Devido ao acidente ela rompeu os ligamentos de ambas as pernas e teve que submeter a uma cirurgia.

Surpreendentemente, ela voltou a trabalhar três semanas após o acidente. O incidente rendeu a ela um emprego de tempo integral na WGN.


12. Repórter: Melissa Sander. Incidente: Queda a partir de plataforma

A repórter Melissa Sander do canal americano Fox 5 cobria uma competição de “pisoteamento de uvas” em 1998 e decidiu tentar participar também. Depois de um tempo dentro do balde de uvas, ela acabou tropeçando e caindo no chão a partir da plataforma onde ela estava. No vídeo, depois de cair ela grita de dor e reclama que não consegue respirar. Sander disse mais tarde que ela quebrou várias costelas e teve que passar várias semanas no hospital.

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!