Scanners feitos para escanear corpos humanos em prol da segurança oferecem duas grandes preocupações: revelam “detalhes desnecessários” dos corpos humanos e oferecem exposição à radiação prejudicial à saúde. Para resolver o problema, uma empresa chamada ThruVision está desenvolvendo um sistema candidato a se tornar a próxima geração de scanners humanos, que não são prejudiciais a saúde e mostram apenas o necessário.

O segredo está na forma em que o scanner faz isso, fazendo a verificação através do calor corporal do indivíduo. O scanner é chamado de TS4. Ao contrário dos detectores de metais convencionais existentes em aeroportos por exemplo, caso o indivíduo estiver portanto uma arma, explosivos ou bombas, o TS4 exibe no monitor manchas escuras na região onde ela estiver escondida no corpo do suspeito. Dessa forma o passageiro não seria exposto à radiação e não seria mais necessário a presença de operadores de mesmo sexo para a verificação como acontece hoje nos detectores de metais convencionais. Outra característica interessante do TS4 é que ele é um aparelho portátil, não exige instalação e pode ser usado de forma discreta, sem que os suspeitos percebam. O TS4 está em fase experimental por enquanto. Ainda não se sabe quando o protótipo será definitivamente utilizado.

[PhysOrg via DVICE]

Últimas no ROCK’N TECH

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link