Esta é a curiosa história de Picasso, um simpático cachorro que ninguém quis adotar. Na imagem que você verá a seguir Picasso está ao lado de seu irmão, Pablo. Pablo e todos os outros filhotes na ninhada foram vendidos para diferentes famílias, mas ninguém quis Picasso – por causa de uma deformidade que ele tem em seu rosto. Picasso nasceu com uma curiosa anomalia facial, mas este não era seu único problema, ele também ficou muito próximo da morte. Sua história, no entanto, tem um final feliz.

A mandíbula superior de Picasso torce bruscamente para a direita, fazendo com que seu nariz aponte para o lado também. Por causa do desalinhamento de sua mandíbula, alguns de seus dentes são projetados para fora de sua boca, e isto faz com que ele precise de um pouco mais de esforço para comer. Esta, no entanto, é a única deformidade dele. Não fosse por isso, ele seria completamente perfeito.

O primeiro dono dele não conseguiu vender ou doar Picasso, então ele o entregou ao abrigo de animais ‘Porterville Animal Shelter’, na Califórnia, EUA, onde chegou a ser rapidamente inserido na lista de eutanásia. Seu irmão Pablo acabou no mesmo abrigo pouco tempo depois, quando a família que o comprou decidiu que não queria mais ele. Então ele também foi colocado na lista de eutanásia junto com seu irmão Picasso.

Foi então que uma ONG chamada Luvable, de Oregon, EUA, apareceu para salvar os dois irmãos. Esta não é a primeira vez que a ONG recolhe cães do abrigo de Porterville.

“Eu estava conversando com a voluntária Shannon Corbit sobre os cães e por curiosidade perguntei a ela se eles receberam por lá algum cão de aparência incomum ou com necessidades especiais”, disse Liesl Wilhardt, diretor executivo da Luvable Dog Rescue. “Ela respondeu, ‘Bem, de fato, nós temos!’ E ela me enviou a foto de Picasso, que estava com uma aparência muito triste, seu rosto torcido era surpreendente, mas tinha olhos suaves e gentis, e para mim foi amor à primeira vista!”

Assim que Wilhardt soube que Picasso estava na lista de eutanásia, imediatamente concordou em recebê-lo. Em uma conversa posterior ele ficou sabendo que o irmão de Picasso, Pablo, também estava no abrigo esperando para ser sacrificado.

“Eu não conseguiria adotar Picasso e deixar seu irmão na lista para morrer, então eu conversei com Ashley, a gerente da Luvable, para ter certeza de que tínhamos espaço para ambos, e então pedi para Shannon para tirá-los da lista de eutanásia – Luvable ficaria com os dois meninos,” disse Wilhardt.

“Quando os irmãos finalmente chegaram aqui, ninguém entendeu como alguém foi capaz de abandoná-los. Ambos são incrivelmente dóceis e gentis, e além de amar todas as pessoas que conheceram aqui, eles também têm um amor intenso um pelo outro”, completa. Que bom seria se todos os humanos tivessem o mesmo coração bondoso que estas pessoas que salvaram Pablo e Picasso têm.



[the dodo]


Publicidade


Tags:
veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link