Já imaginou se existisse uma cidade completamente desabitada? Parece loucura? Prepare-se para se surpreender, pois muito em breve existirá uma cidade inteira sem ninguém, isso mesmo, uma cidade enorme de 51 quilômetros quadrados com capacidade para 35 mil pessoas, mas sem ninguém morando lá. A grande dúvida é: Por que alguém construiria uma cidade inteira para não abrigar ninguém?

O projeto chamado de “The Center” custará cerca de US$ 200 milhões. A cidade terá tudo o que cidades comuns têm: ruas pavimentadas, iluminação pública, áreas empresariais, zonas residenciais e uma mistura de construções novas e construções novas com aparência de construções velhas.

Ao contrário do que parece, este projeto não é do governo, mas sim de uma empresa privada chamada Pegasus Global Holdings, de Washington, D.C., EUA. O projeto tem fins lucrativos, pois o objetivo construção da cidade fantasma é alugar a área (por um preço caro) para empresas que precisam de um ambiente real, porém seguro e que não ofereça riscos a ninguém para testarem e/ou implementarem suas novas tecnologias.

Montadoras de automóveis poderiam se interessar pelo local seguro por exemplo para testarem novos projetos de carros controlados por robôs, ou mesmo empresas de energia elétrica, para testarem o quanto elas podem ajustar uma rede elétrica inteligente sem se incomodarem com telefonemas de clientes bravos devido à interrupções no serviço. Em um ambiente assim, universidades poderiam fazer testes científicos, órgãos de defesa ou militares poderiam praticar seus exercícios de defesa ou invasão sem que se preocupem com a segurança de indivíduos nas proximidades.

“A ideia por trás da cidade The Center nasceu do desafio que as empresas de nosso país encontram para testarem suas tecnologias emergentes em um lugar que não seja confinado como em laboratórios por exemplo”, disse Bob Brumley, CEO da Pegasus Global Holdings. “A The Center permitirá que empresas particulares, institutos educacionais e governamentais realizem seus testes em um lugar que ofereça infra estrutura real, permitindo que obtenham um melhor entendimento sobre o custo e as limitações potenciais de novas tecnologias antes de serem introduzidas no mercado”, afirma.

A localização exata da cidade fantasma ainda não foi definida, mas sabe-se que a cidade será construída em algum lugar no estado do Novo México, EUA, talvez entre as cidades de Albuquerque ou Las Cruces. Ainda não se sabe se a empresa alugará o local para a prática de paintball, mas até que seria uma excelente ideia, não?!

[Via The Washington Post]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link