Considerada a maior comunidade do Orkut de troca de links de músicas e/ou CD’s completos, a ‘Discografias’ foi encerrada no início desta semana. A comunidade possuía quase 1 milhão de participantes. ‘Discografias’ perdeu o páreo junto a APCM [Associação Antipirataria Cinema e Música] que, em nota publicada no Orkut segundo os moderadores (anônimos, é claro) estaria fazendo constantes ameaças a eles. Em um comunicado de despedida, os moderadores afirmaram que não seria com o fechamento de ‘Discografias’ que as gravadoras iriam aumentar seus lucros. O Google negou que tenha entrado em contato com os administradores da comunidade para pressioná-los. Pois é, não demorou muito até que a comunidade ressurgisse das cinzas. Na segunda feira 15 a comunidade renasceu com o nome ‘Discografias – O Retorno’ e já contava com mais de 6 mil integrantes. No ano passado, a APCM já havia declarado guerra à comunidade, tida como sua principal inimiga na rede. “Em se tratando de música, ninguém tem mais arquivos que violam direitos autorais do que a ‘Discografias'”, disse Edner Bastos, coordenador antipirataria da associação que defende a propriedade intelectual. A declaração agitou a galera participante da comunidade, fazendo circular um abaixo-assinado (que contava com quase 27 mil nomes até Segunda-feira dia 16) contra a exclusão do endereço. Parece que as assinaturas deram frutos.
Os moderadores também chegaram a se defender, em entrevista por e-mail realizada em outubro último. Ilegal e pirataria, na nossa opinião, é a venda de CDs piratas”, disseram os donos da comunidade, sem sair do anonimato.
veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link