Assistentes virtuais já são realidade em muitos smartphones, assim como a Siri do iPhone por exemplo, mas pesquisadores da Universidade de Cambridge, Inglaterra, deram um passo à frente nessa tecnologia criando uma assistente com um rosto digital e que é capaz de expressar e interpretar emoções.

A assistente virtual criada por eles foi inspirada na atriz Zoe Lister. Os pesquisadores se dedicaram na pesquisa durante vários dias gravando falas e expressões facias da atriz para criarem sua representação em 3D. Para conhecer a tecnologia confira uma amostra no vídeo (em inglês) abaixo.

O novo sistema chama-se Zoe e tem seis emoções básicas – feliz, triste, sensível, enfurecido, com medo e sem emoções. Esse sistema pode combinar esses estados e criar dezenas de outros e pode ser aplicado em diversas áreas: como por exemplo na troca de mensagens visuais “virtuais” pelo telefone, como assistentes de configuração em PCs, smartphones ou outros aparelhos eletrônicos, na recepção de hotéis ou comércios, etc.

O objetivo da tecnologia é aproximar ainda mais o ser humano e a máquina. Pode além disso auxiliar no tratamento de pessoas autistas ou mesmo ensinar crianças surdas a ler emoções e lábios. Ainda há muito a ser melhorado, mas podemos encarar a Zoe como uma abertura a um universo de possibilidades de interação entre o homem e a máquina. Preparado para o futuro?

[Telegraph]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!