Cientistas da Universidade de Standford nos EUA desenvolveram uma bateria utilizando uma combinação de papel revestido com uma tinta especial construída à base de nanofios e nanotubos de prata. Ao cobrir o papel com a tinta, ela o torna um material altamente condutivo capaz de armazenar energia elétrica assim como as baterias comuns.
“Estes nanomateriais são especiais. Eles são […] […] uma estrutura tridimensional com um diâmetro muito pequeno. O pequeno diâmetro ajuda a tinta a se prender fortemente às fibras do papel, o tornando uma bateria ou supercapacitor incrivelmente durável. A bateria pode ser carregada e descarregada até 40.000 vezes, pelo menos uma ordem de grandeza maior do que as baterias de Lítio. Os nanomateriais são condutores ideais porque a eletricidade se move ao longo deles de uma forma muito mais eficiente do que os condutores comuns.” – disse Cui, um dos cientistas que está à frente do projeto. Veja no vídeo abaixo uma explicação sobre como a bateria funciona.

URL original do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=QPTcQJPbGHw

[Stanford University via Geeky-Gadgets]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link