Muitos não gostam muito da voz da moça ou do rapaz dos aparelhos de GPS. A coisa se complica quando chegamos a uma rua sem saída e ele insiste em pedir para seguirmos em frente. Para tornar nossas viajens mais agradáveis e interessantes, pesquisadores da Universidade de Cambridge criaram o Charles, este busto robótico que vemos na imagem acima. Charles é mais do que um simples GPS, pois é capaz de interagir com o motorista de acordo com as reações dele.

Com a aparência de um senhor de idade experiente, o robô Charles foi programado para te acompanhar em suas viajens sentado no banco do passageiro. A pesquisa foi direcionada pelo Professor Peter Robinson. O robô é capaz de ler suas expressões faciais, identificar seu tom de voz e outras dicas de comportamento e dar instruções de uma forma que mais se encaixa de acordo com a situação do humor do motorista, ou seja, quanto mais zangado ele estiver, mais simpático ele será. De acordo com o Professor, as chances dele acertar o seu estado emocional é de aproximadamente 70 por cento, que acredito que seja tão boa como a maioria dos seres humanos. Mais do que um simples “aparelhinho falante” que viaja grudado no pára-brisas, se fosse um pouco mais comunicativo Charles até poderia ser uma boa companhia para nossas viajens. O robô ainda está em fase experimental.

[Via Ubergizmo]

Tags:
veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!

close-link