Colossus: Super Telescópio pode buscar por formas de vida em até 70 anos-luz de distância da Terra.

Você pode não saber disto, mas astrônomos do mundo inteiro tentam há várias décadas encontrar vida fora do planeta Terra disparando ondas de rádio, sinais de toda a espécie de ondas de frequência e todo tipo de comunicação a distância disponível no planeta, mas como bem sabemos, até hoje em vão.

Com o passar dos anos a expectativa aumentou, estamos esperando ardentemente uma resposta, ou um simples “Oi” vindo de fora, mas cadê? A paciência foi se esgotando e decidiram tornar a busca um pouco mais ofensiva.

Ofensiva? Sim, estamos falando do Colossus, um telescópio que como o próprio nome sugere será colossal, capaz de nos dar a “visão além do alcance”, bem no real sentido da frase, será capaz de buscar por vida a uma distância de 70 anos luz da Terra! O telescópio terá uma lente com o dobro do tamanho da maior lente existente no planeta Terra, mas maior do que sua capacidade visual será sua capacidade de buscar por focos de calor, característica que será mais importante na caça aos alienígenas.

telescopio-colossus_2

O Telescópio poderá detectar focos de calor, bem como focos populacionais como os que existem em nosso planeta.

O Colossus será capaz de ler assinaturas térmicas, procurando assim por qualquer tipo de vida no universo, seja ela inteligente ou não, e para o alívio de muitos, este trabalho de localização não irá revelar para todos os prováveis alienígenas a nossa localização.

O custo total do projeto está estimado em aproximadamente 1 bilhão de dólares, e será construído pelo Colossus Consortium, com a previsão de conclusão de apenas 5 anos. Jeff Kuhn é a cabeça por trás do projeto Colossus, segundo ele esta inovação se dá por um simples motivo, a resposta à pergunta: Será que existem alienígenas mais desenvolvidos do que nós e que teriam como receber nossas ondas de comunicação e respondê-las? Ou se eles não estão ouvindo e talvez até preparando um ataque contra nós?

Paranoia ou não, temos que admitir que uma forma de busca que menos nos coloque à exposição será melhor para nós. Isso sem falar que é mais fácil usar uma boa ferramenta capaz de enxergar mais longe e de ler ondas térmicas do que ficar sentado esperando algo cair do céu (literalmente!). Portanto esse será um grande passo para novas descobertas, e se tudo correr bem, logo teremos notícias!

[DailyMail]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!