misterios-da-ciencia

Imagem: GETTY IMAGES

Quando pensamos em tudo que a ciência já nos proporcionou, é até difícil imaginar que existam coisas que ainda estão fora do nosso alcance, mas acredite se quiser, ainda existem muitas coisas sobre nós mesmos que a ciência não consegue explicar. Encontramos 5 destes mistérios que, por mais simples que sejam, ainda não possuem explicação concreta. Olha só:


1. Por que bocejamos?
misterios-da-ciencia_1

Imagem: Stock Photo

Eu e você, todos nós bocejamos. Aliás, só de ler ou parar pra pensar sobre isso agora você também já deve ter ficado com aquele sono. Isso é até contagioso, olhar para a imagem acima por exemplo pode te deixar com vontade de bocejar, nós bocejamos só de ver alguém ou alguma coisa, até mesmo animais, bocejando, mas afinal de contas, pra que isso serve?

Existem milhares de teorias diferentes sobre isso, mas nenhuma até agora apresenta uma base científica. Uma dessas teorias é que isso é usado para esfriar o cérebro aumentando a fluxo sanguíneo nas mandíbulas e removendo o calor com o ar inalado. Mas só pra contrariar, as estatísticas provam que no calor bocejamos menos do que no frio, o que praticamente “detona” essa teoria. Outra teoria praticamente descartada é que o bocejo serve para nos deixar alertas, prevenindo acidentes e possíveis faltas de atenção, mas até agora nenhuma delas é 100% certeza.

E ainda mais pelo fato do bocejo ser contagioso, qual o motivo disso? Estudos recentes feitos pela PLoS ONE mostram que isso é uma forma de mostrar empatia, mas um outro estudo mostra o contrário, e assim vamos seguindo sem entender nada.


2. Fantasmas


misterios-da-ciencia_2

Imagem: GETTY IMAGES

Ok, você já deve ter pensado: Quanto ao bocejo tudo bem, agora “fantasmas”? Desde quando fantasma é objeto de estudo científico? Vamos aos fatos: Uma pesquisa feita em 2005 pela CBS mostra que aproximadamente 50% dos americanos acreditam em fantasmas, e que metade deles ainda afirmam que já sentiram a presença ou viram algum.

Os cientistas modernos não se aprofundaram muito no assunto, mas já possuem algumas explicações. Uma delas é relacionada com os sons de baixa frequência, que são inaudíveis aos humanos mas que quase todos os eletrodomésticos produzem. Esses sons produzem vibrações que mexem com os nossos órgãos internos e que nos dão a sensação de algo estar errado, também afetam nossa visão e podem fazer pessoas acreditarem ver coisas que não existem.

Outra teoria envolve alucinação por intoxicação de monóxido de carbono, que é muito comum em cidades maiores, mas no fim das contas, nenhum cientista ainda pode afirmar com plena certeza o que são estes fantasmas que metade dos americanos afirmam ver.



3. Déjà Vu
misterios-da-ciencia_3

Imagem: GETTY IMAGES

É claro que você já passou por isso, aquele momento em que temos absoluta certeza que estamos revivendo algo que já vivenciamos antes, mas o que causa esse sentimento? Ninguém sabe ao certo, mas existem algumas teorias.

Um estudo feito em pessoas colocadas em um mundo virtual, indica que às vezes nosso cérebro encara um lugar parecido no cenário do simulador com algum outro que já conhecemos, e então sentimos aquela sensação familiar com aquele ambiente, mas essa sensação é quebrada pelo lugar ser “novo”, e nossa mente não consegue distinguir qual das duas vertentes é a verdadeira.

Outro estudo acompanhou um caso de um rapaz que sempre tinha estas sensações após tomar um determinado remédio para gripe. De acordo com o estudo, o remédio fazia o cérebro dele “codificar” cada nova memória da forma incorreta, disparando assim a sensação de passado, mesmo que a experiência seja nova.


4. O Pé Grande
misterios-da-ciencia_4

Imagem: GETTY IMAGES

O Pé Grande é uma criatura de muitos nomes, Sasquatch, Yeti, Homem Louco ou ainda Yowie, mas a ciência ainda o conhece como um Criptido, ou seja, um animal que ainda não teve sua existência comprovada. Provas definitivas que o Pé Grande existe ainda não foram encontradas, mas como todo bom cientista gosta de dizer, a ausência de provas não prova a ausência. Muitos especulam que geralmente são ursos ou outros grandes animais que são confundidos. Em um estudo recente analisaram supostas amostras de DNA do Pé Grande, mas só acharam DNA de guaxinins, ovelhas, ursos, cachorros, humanos e mais alguns, mas nenhum DNA de um ser desconhecido, ou um “Pé Grande”.


5. Efeito Placebo
misterios-da-ciencia_5

Imagem: GETTY IMAGES

Sabe quando sua avó passava esmalte na sua unha e dizia que se você lambesse ia queimar? E quando você lambia realmente queimava, mesmo sendo nada mais do que esmalte comum para unhas? Isso é o efeito placebo, quando sua mente acredita em algo e força o seu corpo a sentir, mesmo que não seja totalmente verdade.

Foram feitos estudos com pacientes que reclamavam de dores diversas, entregaram para eles uma pílula com açúcar, e foi dito que aquele remédio aliviaria suas dores, e para a surpresa geral a maior parte das cobaias sentiram realmente um alívio das dores.

Outro teste foi realizado usando-se um creme falso. Foi dito aos voluntários que ele seria ótimo para dores corporais e, após o teste, confirmaram que os receptores de dor das pessoas que usaram o creme estavam com uma atividade reduzida, ou seja, eles realmente estavam sentindo menos dores! Nosso cérebro é realmente intrigante. Como ele comanda tais ações? Ainda é um mistério.

[BI]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!