Crateras siberianas - Pesquisadores ainda buscam respostas sobre o que causou o aparecimento delas Imagem: TASS / ZUMA WIRE

Crateras siberianas – Pesquisadores ainda buscam respostas sobre o que causou o aparecimento delas Imagem: TASS / ZUMA WIRE

Recentemente escrevi uma matéria aqui no blog sobre 5 mistérios intrigantes da ciência que os cientistas ainda não conseguiram desvendar, mas parece que existem muitas outras coisas inexplicáveis por aí que ainda precisam de respostas.

Não significa, porém, que jamais serão desvendadas. Com certeza tem muita gente trabalhando neles neste momento, mas até agora ninguém sabe explicar o que aconteceu em cada um dos casos. Quer descobrir o que tem rachado a cabeça de cientistas, pesquisadores, detetives e outros profissionais ultimamente? Confira:


1. Rota MH370 – O que aconteceu com o Boeing 777 e seus 227 passageiros?
Boeing 777 da rota MH370

Imagem: Wikimedia

Malaysia Airlines MH370 é a identificação da rota aérea de passageiros internacional entre Kuala Lumpur, na Malásia, e Pequim, na China. A rota é operada pela companhia aérea Malaysia Airlines.

Na madrugada de 8 de março de 2014, uma aeronave modelo Boeing 777 que realizava esta rota levando 227 passageiros e 12 tripulantes, desapareceu dos radares após aproximadamente uma hora de voo enquanto sobrevoava o Golfo da Tailândia, no Mar da China.

Até o momento do desaparecimento dos monitores de radar, a tripulação não relatou nenhuma anomalia com o voo. O sistema ACARS do avião também não enviou mensagens por satélite, o que deveria ocorrer automaticamente no caso de alguma falha.

Como o governo malaio não descobriu o que aconteceu com o avião, em 24 de março comunicou oficialmente que o voo caiu no mar no Oceano Índico sem deixar sobreviventes. Segundo registros feitos por satélites, o avião voou por mais de 7 horas após desaparecer dos radares, com todos os seus sistemas de comunicação desativados. O Boeing 777 é tido como “de operação muito segura”, considerado um dos melhores da aviação comercial. O que aconteceu com o avião? Todas as respostas até agora não passam de especulações. [Fonte]


2. As crateras siberianas – O que casou o aparecimento de enormes crateras na Rússia?

Crateras Siberianas

Imagem: TASS / ZUMA WIRE



Uma cratera de cerca de 35 metros de diâmetro apareceu de forma misteriosa na península de Yamal, na Sibéria – um nome que significa “fim do mundo” na língua dos habitantes indígenas da região. A cratera apareceu logo após uma explosão inexplicada, em julho de 2014. Duas outras crateras misteriosas apareceram no norte da Rússia pouco tempo depois. Os cientistas acreditam que as explosões aconteceram devido a um acúmulo de gás logo abaixo da superfície, mas eles não foram capazes de confirmar essa teoria.

Em novembro de 2014, uma equipe de cientistas, um médico e um alpinista profissional, entraram em uma das crateras para descobrir pistas sobre a causa de seu aparecimento, mas ainda não encontraram respostas. [Fonte]


3. Vulcão da Islândia – Porque a erupção do Bardarbunga nunca acaba?
Vulcão Bardarbunga

Imagem: ARCTIC-IMAGES / CORBIS

O Bardarbunga é um vulcão encontrado na Islândia que tem uma altitude de mais de dois mil metros acima do nível do mar. O estudo da geologia da região circundante mostra que o vulcão tem tido grandes erupções esporádicas durante milhares de anos. O problema é que uma erupção no vulcão que começou no final de agosto do ano passado continua ativa até hoje.

O Bardarbunga já criou um campo de lava de cerca de 82 quilômetros quadrados, que é provavelmente o terceiro maior campo de lava do nosso planeta, desde 1783. Os gases liberados pelo vulcão afetou toda a Islândia de ponta a ponta. É a primeira vez que isso acontece em 150 anos. Os cientistas ainda não descobriram o por que. [Fonte]



4. Tornados gêmeos – O que os provoca e como eles surgem?
Tornados gêmeos de Pilger, Nebraska, EUA

Imagem: ERIC ANDERSON / ASSOCIATED PRESS

O mais recente caso de tornados gêmeos arrasou a pequena cidade de Pilger, em Nebraska, EUA, em junho de 2014, matando duas e ferindo quase 24 pessoas. Foi um fenômeno horrível e relativamente raro.

As faixas de danos de ambos tornados eram visíveis do espaço – foram capturados por um satélite da NASA que os identificou como cicatrizes quase idênticas sobre a superfície da Terra, separados por cerca de duas milhas, apenas.

Há muitas coisas que os cientistas ainda não sabem sobre tornados. Por exemplo, eles ainda não sabem exatamente por que algumas tempestades rotativas severas, conhecidas como supercélulas, produzem tornados enquanto outras tempestades quase idênticas a elas não. Os tornados da cidade de Pilger escancararam outro fato desconhecido – como algumas tempestades podem gerar vários tornados violentos ao mesmo tempo e outras não? [Fonte]


5. Stonehenge – Afinal o que há embaixo das pedras mais famosas da história da humanidade?
Por baixo das Stonehenge

Imagem: STONEHENGE HIDDEN LANDSCAPES PROJECT

Uma nova tecnologia de mapeamento subterrâneo revelou que a estrutura Stonehenge nem sempre permaneceu sozinha. Sob a estrutura de pedra de 5.000 anos há um tesouro arqueológico formado por milhares de monumentos que incluem santuários, túmulos, poços profundos e outras coisas inexplicáveis. Pensava-se até então que a Stonehenge sempre foi solitária, uma estrutura isolada, mas esta nova descoberta causou uma reviravolta na vida dos pesquisadores.

“A Stonehenge poderá nunca mais ser a mesma”, disse Vince Gaffney, o principal pesquisador do projeto. Este é apenas o começo, a maioria das informações do local ainda não foram analisadas. “O que descobrimos até agora é apenas um mero dedo mindinho da quantidade de dados que temos até agora”, disse Gaffney. “Acreditamos que temos, pelo menos, o trabalho de um ano sobre este assunto”, completa. [Fonte]

veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!