projetos-estranhos-nasa_dest

“O Espaço, a fronteira final”, lembra desta frase? Entra ano, sai ano e o ser humano continua investindo em sua busca pelo conhecimento do desconhecido. A Agência Nacional Espacial Americana, popularmente conhecida como NASA, investe milhões de dólares todos os anos em pesquisas para nos aproximar de outros planetas e de novas descobertas espaciais. Para que muitas destas missões se tornem possíveis, eles precisam criar invenções esquisitas, ou até mesmo métodos incomuns de sobrevivência ou exploração no espaço. Esta lista traz 10 destes projetos estranhos que atualmente estão em desenvolvimento ou já estão em testes na NASA. Veja todos a seguir:


1. Dextre

projetos-estranhos-nasa_1

Todos nós já vimos filmes no cinema onde astronautas ficam pendurados ao redor de naves ou estações espaciais. Em situações de risco como esta eles ficam expostos a objetos, como lixo espacial por exemplo, que podem atingi-los a uma velocidade incrível. Com essa preocupação em mente a NASA desenvolveu o Dextre, esse braço mecânico que atualmente está permanentemente fixo na estação espacial Internacional e que atualmente já realiza as manutenções no lugar dos astronautas.

O Dextre foi desenvolvido em parceria com a Agência Espacial Canadense. Ele é bem grandinho, tem 3,5 metros de altura com braços quase do mesmo tamanho, e pesa aproximadamente 1700 Kg, mas todo esse peso não deve desbalancear muito a estação, já que ela pesa “somente” 450 toneladas.

Atualmente o robô é controlado da Terra mesmo, diretamente pela NASA e a Agência Canadense, e enquanto ele estiver por lá nossos astronautas não precisarão correr riscos desnecessários só para apertar parafusos.


2. Nave supersônica bidirecional


projetos-estranhos-nasa_2

Com um nome desses só podia ser obra de ficção, mas por incrível que pareça não é! O professor Gacheng Za da Universidade de Miami conseguiu a atenção da NASA com o projeto aí de cima, pelo simples motivo de que se essa ideia funcionar, a aviação mundial poderá tomar um outro rumo.

Para aviões decolarem, eles precisam de uma grande pista, onde através de suas asas enormes eles criam força suficiente para levantá-los do chão, mas toda essa envergadura de asas após a decolagem não é muito eficiente, pois uma vez no ar, o atrito que elas causam acaba limitando a velocidade dos aviões e por sua vez desperdiçando mais combustível.

Usando o conceito projetado pelo professor Gacheng, o avião seria praticamente uma asa gigante, não teria mais duas asas e sim uma que cortaria todo o corpo do avião, reduzindo assim o tamanho do percurso necessário para pouso e decolagem e diminuindo muito o atrito sobre o avião, permitindo que ele atinja maiores velocidades utilizando menos combustível.

Uma viagem em que seriam necessárias 15 horas de vôo, com o avião supersônico este tempo cairia para apenas 5 horas! Eu não sei você, mas não sei se teria coragem de voar nisso aí não!



3. Cultivo de vegetais no espaço

projetos-estranhos-nasa_3

Alimentar astronautas no espaço não é uma tarefa difícil para a tecnologia atual, eles levam pacotes com tudo o que vão precisar para a missão. Mas e quando pensamos um pouco mais longe, em viagens sem um prazo de conclusão estipulado, como explorações espaciais ou viagens ao confins do sistema solar?

A NASA está prestes a encontrar uma resposta para este problema. Aliás, atualmente já existe uma pequena plantação de alface no espaço. Foram levados para o espaço sementes, adubo e terra, e o alface está sendo incubado com luzes artificiais (através de LEDs).

Depois que as plantas estiverem maduras, elas serão enviadas de volta para a Terra e se a NASA concluir que são próprias para o consumo, logo os astronautas terão opções “extraterrestres” no cardápio.


4. O robô Super Bola

projetos-estranhos-nasa_4a

Integridade tensional é o foco desta bola da figura aí de cima, mas o que isso significa? A NASA desenvolveu um robô envolto neste emaranhado de eixos flexíveis, que tem por objetivo ser extremamente durável.

O projeto consiste em dividir qualquer choque igualmente entre todas as partes da esfera, permitindo que ela aguente uma pressão gigantesca sem ceder ou se romper. Só para vocês terem uma ideia da força disso, a NASA está planejando mandar isso para uma das luas de Saturno para que pouse lá sem para-quédas!

projetos-estranhos-nasa_4b

Pode parecer que não é resistente ou que se quebraria muito fácil, mas a tecnologia é bem estável, e esse robô – apelidado carinhosamente de Super Bola – pode substituir rodas e esteiras que são usadas hoje nas sondas espaciais, e pode ainda envolver os equipamentos eliminando assim a necessidade de qualquer equipamento complexo de pouso.


5. A furadeira Europa

projetos-estranhos-nasa_5

Existe uma lua de Júpiter chamada Europa que possui um oceano de água salgada. Para aqueles que querem descobrir se existem vida além do nosso planeta, pode muito bem começar por lá, mas existe um porém, para chegar até a água é preciso perfurar uma camada de gelo de 30 Km!

Isso aqui na Terra já é algo extremamente difícil de se fazer, pense então em como seria fazer isso do outro lado do sistema solar. Para realizar essa tarefa árdua inventaram esta furadeira aí do vídeo de cima, ela possui um canhão nuclear em seu interior, que dispara jatos de água fervente capaz de cortar até mesmo o gelo mais duro.

Isso pode parecer meio distante, mas de acordo com os planos da NASA, veremos uma versão da mesma furadeira em ação por volta de 2022, e quem sabe o que encontraremos debaixo de toda essa camada de gelo.


Pág: 1 2ver tudo

Tags:
veja também:
comentários

Curtiu? Acompanhe o
ROCK'N TECH no Facebook!